Jornal Nacional destaca adaptação de aparelhos auditivos à distância realizado entre o HCFMUSP e a PUC-CAMPINAS
04/05/2010
Um sistema inédito, desenvolvido pela equipe do HCFMUSP, que possibilita fonoaudiólogos ajustarem os aparelhos auditivos de seus pacientes em locais distantes, através da Internet, foi destaque em matéria do Jornal Nacional em 27 de abril.


Veja a Galeria de Imagens
O sistema de Teleaudiologia idealizado pelo Prof. Dr. Ricardo Ferreira Bento e desenvolvido por pesquisadores do Departamento de Otorrinolaringologia do HCFMUSP demonstrou, através de matéria feita pelo repórter Alberto Gaspar, da Rede Globo de Televisão, como poderá ser feito o atendimento a um maior numero de deficientes auditivos usuários de AASI em todo o Brasil.

"Nossa equipe desenvolveu vários aparelhos auditivos digitais especialmente para o SUS, dentre eles o modelo Florianópolis, o mais sofisticado, mas com custo bem menor dos que os existentes no mercado. Para facilitar o processo de adaptação foi criado um sistema de adaptação à distância através da internet, para que o paciente possa ser atendido em locais mais próximos de seus domicílios, sem necessariamente ter que se deslocar aos grandes centros urbanos", diz Prof. Dr. Ricardo Bento.

Para demonstrar como funcionará o sistema, a reportagem foi feita com duas equipes de Jornalismo da TV Globo, uma, em São Paulo, com o repórter Alberto Gaspar e outra, com a equipe da EPTV, associada da TV Globo de Campinas, com a repórter Cristina. "O objetivo foi demonstrar que é possível adaptar aparelhos auditivos à distância, de modo a trazer comodidade ao paciente e ao seu acompanhante. Com este avanço, os pacientes economizam recursos de deslocamento aos grandes centros, que incluem alimentação, transporte, além do tempo perdido seja para as atividades profissionais ou para cuidar de casa. A Teleaudiologia pretende minimizar ou eliminar estas despesas, o que pode ajudar na maior aceitação do uso dos aparelhos auditivos", esclarece o professor.

São Paulo e Campinas

O primeiro teste com pacientes foi realizado em Pouso Alegre em 8 de março. A fonoaudióloga Gisele Munhoz - a mesma da matéria - de São Paulo contatou a equipe do Instituto Sul Mineiro de Otorrinolaringologia, de Pouso Alegre, MG. À distância, ela treinou três fonoaudiólogas do ISMO, e remotamente, adaptou o Florianópolis em três pacientes, tudo pela internet. Em Campinas, nas instalações do Hospital Celso Pierro, o paciente Luciano Belarmino, que na matéria aparece ao lado da fonoaudióloga Pâmela também teve um aparelho auditivo regulado pela fonoaudióloga Gisele. "Temos que testar o nosso sistema em várias redes, em velocidades variadas, com configurações diversas, até desenvolver o nosso sistema com bases nas personalizações das redes locais, para proporcionar um sistema estável, simples e dentro de um formato amigável aos fonoaudiólogos", disse o engenheiro Silvio Penteado, um dos pesquisadores.

Segundo o Prof. Ricardo, 12 milhões de pessoas no Brasil apresentam algum tipo de perda auditiva e este número tende a aumentar de acordo com o aumento da expectativa de vida do brasileiro. Hoje, os aparelhos auditivos são doados pelo SUS em cerca de 140 centros credenciados em todo o Brasil. "Temos certeza que esse atendimento à distância ajudará muita gente e está dentro da norma de políticas públicas do governo", finalizou Bento.

Assista a matéria NESTE LINK


20/01/2020
Residentes da Turma de 2019 Recebem o Certificado!
13/01/2020
Nota de Falecimento
13/01/2020
A Disciplina de Orl da Fmusp Agradece o Magnifico Trabalho Desenvolvido Durante Todo o Ano de 2019!
17/12/2019
Conferência Magna com Palestrante Internacional Encerra o Ano Letivo da Disciplina de Otorrinolaringologia
10/12/2019
6º Curso de Dissecção do Osso Temporal na Universidade Federal do Rio Grande do Sul
09/12/2019
Vídeo - 75 anos do Hospital das Clínicas da FMUSP
09/12/2019
Produção Científica do Departamento de Otorrinolaringologia do Hc/FMUSP.
09/12/2019
Dia 9 de dezembro Dia do Fonoaudiologista
09/12/2019
II Confraria de Zumbido
Outras notícias